The Classic

Apaixonante, The Classic conta, ao mesmo tempo, as histórias de dois romances que se passam em períodos diferentes: a história de Ji-hye — nos dias atuais, e a de sua mãe, Joo-hee, na década de 50.
Ji-hye encontra uma caixa de cartas de sua mãe que, durante a adolescência, se apaixonou por um garoto chamado Jun-hoo, sem saber que seu pai já havia prometido sua mão a outro rapaz: Tae-soo, melhor amigo de Jun-hoo.

Drama,  Romance 127 min 2003 Coreia do Sul

A mãe, Joo-hee, 1950's
A mãe, Joo-hee, 1950’s

Antes de tudo, recomendo ficar atento aos nomes dos protagonistas porque Joo-hee, Ji-hye e Jun-hoo são nomes meio parecidos —pelo menos para esta reles ocidental que vos fala— e me confundiram um pouco no começo do filme. E, para aumentar minha confusão, a atriz Son Ye-jin interpreta a mãe e a filha, Ji-hye e Joo-hee!

Quem é quem?
Quem é quem?

Como eu sou legal, eu colori cada nome com uma cor, e coloquei o nome de cada personagem nas imagens, para ficar um pouco mais fácil. 😀  Se você detectar alguma confusão com os nomes, pls, me avise.

Agora sim, vamos ao filme!


Ji-hye e a amiga Soo-kyoung estão interessadas pelo mesmo rapaz, Sang-min, um colega da turma de drama. Só que a espevitada Soo-kyoung quer conquistá-lo e pede à Ji-hye que escreva a ele uma carta em seu nome.
Ji-hye aceita o pedido da amiga, e acaba colocando no papel tudo o que ela própria sente por Sang-min, que acaba se interessando por Soo-kyoung depois de ler a carta. A partir daí,  Ji-hye passa a evitar Sang-min.

Embora, até aqui, o triângulo amoroso pareça mais um Cyrano de Bergerac, a história se torna original a partir do momento em que Ji-hye, triste e desanimada com seu dilema, resolve arrumar o sótão de casa e encontra uma caixa com cartas que sua mãe, Joo-hee, trocou na adolescência. Enquanto a mãe está viajando, Ji-hye lê as cartas e descobre que ela se apaixonara por um garoto chamado Jun-hoo, sem saber que seu pai havia prometido sua mão a outro rapaz: Tae-soo, melhor amigo de Jun-hoo.

A julgar pela sinopse, The Classic pode soar um clichê romântico, mas não se deixe levar por essa impressão. A história da mãe, Joo-hee, é linda e triste e conduz o filme com uma fotografia encantadora. A trilha sonora é linda e de partir o coração.

Além da fotografia, é surpreendente a forma poética com que o ”elemento chuva” é inserido em diversas cenas do passado e do presente.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Já não bastasse o dilema do triângulo amoroso entre melhores amigos, a história de Joo-hee se passa na década de 50, e atravessa o período da (real) Guerra da Coreia, que durou de 1950 a 1953.

Clique em uma imagem para abrir o slide.

A guerra, os medos, as dúvidas, a inocência, o amor, a saudade e a simplicidade colaboram para destacar a trama de Joo-hee.

Os personagens são adoráveis: Cho Seung-woo e Son Ye-jin têm uma química incrível e torci desesperadamente pelos dois durante o filme todo.

Clique em uma imagem para abrir o slide.

Confesso que comecei a assistir The Classic sem muita expectativa, mas logo nos primeiros minutos ele me conquistou totalmente. Eu costumava proferir aos sete ventos que não gostava de romances, mas minha opinião mudou a partir do momento em que o assisti pela primeira vez. Acabei assistindo a outros romances/dramas sul-coreanos e adorei a maioria deles.

Me tornei grande fã de Cho Seung-woo e Son Ye-jin e estou tentando ver a filmografia de cada um deles. Já assisti a quase toda a filmografia da Ye-jin, e a cada novo título, mais a admiro. Comecei um post especial sobre ela, e espero conseguir publicar logo.

TRAILER


Não encontrei nenhum trailer com boa resolução, mas você pode dar uma olhada nas opções aqui no Youtube . Fique atento, pois há inúmeros vídeos que são apenas trechos do filme e podem acabar sendo um baita spoiler.

The Classic no site Asiawiki
The Classic no Filmow
The Classic no site IMDB.

CRÉDITOS


DIREÇÃO Kwak Jae-young TÍTULO Keulraesik IDIOMA coreano
TÍTULO BR LEGENDA português DUBLADO não
ONLINE sim LEGENDA português DUBLADO não

The Classic é, sem dúvida alguma, um dos filmes mais bonitos que já vi: poesia em forma de cinema.
Não canso de assisti-lo.
cinesakura_fit

Avaliação:Avaliação: Excelente -  Favorito


Anúncios

5 comentários em “The Classic”

Comente.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s